Marabá
27°C
Overcast clouds

Suspeito mata amigo enforcado e diz à polícia que foi suicídio

Cristiano Viana da Costa, 28, confessou a autoria da morte de Arildo de Almeida Oliveira, 36, após alegar que o amigo havia atentado contra a própria vida
A 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil, na Folha 30, Núcleo Nova Marabá | Foto: Vinícius Soares/Debate Carajás
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Marabá, Sudeste do Pará – Um homem foi preso na manhã de sábado, 12 de junho, na Folha 35, Núcleo Nova Marabá, suspeito de matar o próprio amigo enforcado.

Cristiano Viana da Costa, 28, confessou a autoria da morte de Arildo de Almeida Oliveira, 36, após alegar que o amigo havia atentado contra a própria vida.

O argumento de suicídio foi desmontado depois que uma equipe da Divisão de Homicídios da 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil verificou que o corpo possuía sangue no ouvido e lesões na cabeça. Alem disso, não havia corda nas imediações.

A motivação para o crime, de acordo com a polícia, teria sido um desentendimento entre os dois pela compra de drogas, visto que tanto o suspeito quanto a vítima eram usuários.

Cristiano foi autuado pelo crime de homicídio e permanece à disposição da Justiça. (Vinícius Soares/Debate Carajás)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!