Marabá
24°C
Scattered clouds

Sem coveiro, pai cava sepultura do próprio filho no interior do Pará

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

 

Com a ajuda de amigos, um pai, morador da Comunidade União da Floresta, no km 120, em Medicilândia, oeste do Pará, precisou cavar a cova para enterrar o filho, pois, segundo eles, a cidade não dispõe de coveiros para realizar o serviço. O cemitério está quase sem vagas e não possui funcionários.

A sepultura foi aberta no fundo do cemitério municipal, após a família esperar por uma resposta da prefeitura, sem retorno. O corpo é o do jovem Fredson Alves Rodrigues, de 26 anos, morto a tiros em Altamira, no último domingo (7). O jovem é natural de Medicilândia, e após conseguir a liberação do corpo, os familiares fizeram o translado até à comunidade União da Floresta.

Após registrar o grupo abrindo a cova, o responsável pelo vídeo publicou as imagens na rede social, denunciando o caso. O jovem foi sepultado na manhã da última segunda, 8, às 10h30.

Em nota, a Prefeitura de Medicilândia informou que “o cemitério do Km 120 – Distrito de União da Floresta terá uma atenção agora pela nova gestão, funcionários da Secretaria de Viação e Obras foram encarregados e estarão à disposição para limpeza e demais trabalhos.”

https://streamable.com/8zvfyc

Fonte: A Voz do Xingu

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!