Marabá
30°C
Clear sky

Protocolos sanitários marcam retorno das aulas presenciais no Pará

Helder Barbalho ordenou o retorno das aulas presenciais, mas o Sintepp afirmou que a categoria não retorna para a escola se a 2ª dose da vacina.
Crédito: Ascom/Seduc
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Após um ano e quatro meses de suspensão das aulas presenciais, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, a partir desta segunda-feira, 2, as atividades escolares na rede estadual retornam presencialmente, de forma escalonada.

Segundo o Plano de Retorno às Aulas Presenciais, elaborado com base nos estudos científicos e dentro dos parâmetros exigidos pelos órgãos de vigilância em saúde, neste primeiro momento, apenas 25% dos alunos em cada turma, que estão nos 5º e 9º anos do Ensino Fundamental, 3ª série do Ensino Médio e as etapas finais da Educação de Jovens e Adultos (EJA), retornam às atividades.

O acesso à escola será restrito a alunos, professores e funcionários, os quais deverão obedecer rigidamente os protocolos de higiene. A retomada das aulas deve ser acompanhada por comunicação com as famílias, docentes, discentes, profissionais da educação, explicando com objetividade e clareza o retorno gradual e as medidas sanitárias exigidas.

Serão disponibilizados nas unidades da rede estadual pias plásticas, sabão líquido, toalha de papel, álcool em gel e termômetros com infravermelho para aferição da temperatura.

Também será garantido o espaçamento entre as carteiras e a demarcação dos ambientes escolares, dessa forma, assegurando que os protocolos sanitários em prevenção à covid-19 sejam respeitados.

Higiene e Cuidados Pessoais

A comunidade escolar será indicada a lavar as mãos com água e sabão, ou utilizar álcool gel 70% na entrada da escola, quando utilizar o banheiro e antes dos lanches. Será obrigatório o uso de máscara dentro dos ambientes escolares e cada aluno deverá levar seu copo, caneca ou garrafa de água.

Os estudantes devem evitar o compartilhamento de objetos de uso pessoal, com o intuito de evitar a propagação do vírus.

Distanciamento Social

É aconselhável que não sejam realizados eventos que promovam aglomerações no espaço e/ou entorno da escola. O distanciamento de 1,5 metro entre as pessoas deverá ser assegurado em filas e no momento da distribuição dos alunos nas salas de aulas, por meio de sinalização no piso e paredes. O número de estudantes será limitado por sala, conforme previsto no Plano de Retorno às Aulas Presenciais.

Os ambientes coletivos, como auditórios, sala dos professores, refeitórios, biblioteca, laboratórios, entre outros, vão ser limitados a pequenos grupos e respeitando o distanciamento entre as pessoas.

Caso haja intervalo para a distribuição de merenda escolar, deverá ser realizada obedecendo todos os protocolos sanitários em prevenção à covid-19. Neste primeiro momento, as aulas de educação física serão preferencialmente realizadas de forma teórica.

Aulas Municipais

A Prefeitura de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semec), informa que as aulas presenciais na rede municipal de ensino estão previstas para retornar no dia 1° de setembro, de forma gradual e em escala, após a imunização completa dos profissionais da educação, o que ocorrerá nos dias 19 e 20 de agosto.

Inicialmente, a educação infantil retornará no dia 1º de setembro, o ensino fundamental no dia 8, e a educação de jovens, adultos e idosos (Ejai) no dia 13, com os alunos distribuídos em grupos e por turnos, em dias intercalados da semana. (Roma News)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!