Marabá
25°C
Clear sky

Prefeitura de Marabá oferece ensino gratuito de música

O Projeto Praça da Juventude, criado em 2009 para atender moradores dos  bairros Km 7, Araguaia e Nossa Senhora Aparecida, conta com os mais variados tipos de atividades.
Crédito: Reprodução

Nos últimos cinco meses, Luís Fabiano, 16 anos, morador do Bairro Araguaia, acorda mais cedo, arruma-se e dirige-se à Praça da Juventude, no Km 7, Nova Marabá. O objetivo é correr atrás de um de seus sonhos: aprender a tocar um instrumento. “Acordo e venho para Praça da Juventude, onde tenho o curso. Depois volto, me arrumo para vir trabalhar à tarde. Consegui um estágio aqui através do curso, meu primeiro emprego. Depois volto para casa  e à noite vou para escola. Uma vida bem corrida”, conta o garoto.

O menino perdeu o pai aos 9 anos e mora hoje com dois irmãos, a mãe e o padrasto. Aos 11 anos começou a cantar na igreja e o interesse pela música foi crescendo, até que decidiu tocar um instrumento e conseguiu no Projeto Social, desenvolvido pela Fundação Casa da Cultura de Marabá (FCCM) em parceria com a Praça da Juventude, a oportunidade de cursar as aulas de violão gratuitamente.

“Basicamente desde pequeno, eu via as pessoas tocando e sempre achei legal, sempre tive esse interesse. Eu quero trocar na igreja, mas ainda estou buscando melhorar meu desempenho. Já aprendi vários acordes, algumas músicas mais simples. Agora que me deram uma base, quando estou em casa procuro treinar também”, comenta.

A Praça de Juventude dispõe de vários cursos que vão desde esportes até informática, além dos cursos da área musical como musicalização infantil, flauta doce, violão e fanfarra. Ao todo, são mais de 1.100 alunos atendidos no projeto, sendo uns 300 jovens em cursos que envolvem conteúdo musical.

“A Praça da Juventude é o maior projeto de inclusão social da cidade. Para a gente é gratificante que consigamos dar outras opções de aprendizagem, além da escola regular e oferecer essas outras modalidades. A música pode ser uma profissão e temos muita criança para tirar da rua. Damos preferência para o Km 7 que é uma região carente, mas atendemos outras áreas, se houver vagas”, conta Gilberto Gil, coordenador da Praça da Juventude.

É importante lembrar que para participar do projeto tem que estar cursando a escola regular e ter boas notas. O professor de violão e guitarra, Iramil Souza, explica: “O conteúdo programático foi feito com todos professores da FCCM. Contempla desde teoria musical até a prática, com muitos tópicos divididos por semestre. No segundo ano já temos prática de banda e domínio de grande parte dos assuntos. No 1º ano, começamos  com coisas básicas, como os primeiros acordes e leituras de cifra”, explica.

Ele conta que a grande maioria dos alunos chega sem experiência nenhuma na área musical. “Eles chegam com esse sonho de tocar e a gente conseguir dar condições para eles tocarem. Não só como hobby, mas também poderem tocar profissionalmente. É algo muito gratificante, principalmente ao se tratar de uma área de grande vulnerabilidade social”, completa.

Iramil conta que também teve sua história com a música. Ele tentou ser jogador de futebol aos 14 anos, viajou para São Paulo, mas após não conseguir virar atleta entrou em depressão. Foi quando passou a estudar música de maneira autodidata, até se tornar sua profissão. “Foi muito difícil, estudava mais de 10 horas por dia. Mas foi na música que tive forças pra passar esse momento. Seria muito importante e útil se tivesse a oportunidade com um projeto como esse. Contribui muito para formar cidadãos através da arte e da música”, conclui.

O Projeto Praça da Juventude, criado em 2009 para atender moradores dos  bairros Km 7, Araguaia e Nossa Senhora Aparecida, conta com os mais variados tipos de atividades. Em parceria com a Fundação Casa da Cultura de Marabá (FCCM) e Secretaria Municipal de Esportes (Semel), a Prefeitura disponibiliza para a comunidade atividades que buscam a inclusão social de jovens e adolescentes. São 12 modalidades: karatê, capoeira, skate, violão, informática, futsal, balé, flauta doce, fanfarra, musicalização infantil, dança, teatro e voleibol. (Com informações da Secom PMM)

 

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!