Policial mata cachorro a tiros após se irritar com latidos do animal

Hulk foi morto por um policial militar, após latir.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Um soldado da polícia militar matou o cachorro de sua vizinha com três tiros, na noite desta terça-feira (13), no bairro da Cabanagem, em Belém (PA). O Boxer de nome Hulk, passeava com um de seus donos, um adolescente de 14 anos, quando latiu, o que teria irritado o militar.

A promotora de vendas, Aline do Socorro Pinto, de 36 anos, dona do animal, está revoltada. Ela mora há 20 anos no local, na Alameda Francisco Moraes, e registrou um boletim de ocorrência contra o PM Enildo Elídio.

O militar disparou contra o cachorro, de dentro do pátio da casa dele, por ter ficado irritado ao ouvir Hulk latindo em frente à residência, estranhando o seu próprio cão de estimação, que estava próximo ao portão. O soldado, que segundo informações da vizinhança ingressou em 2018 na PM, deve responder pelos crimes contra o meio ambiente e maus tratos contra animais com resultado de morte. 

“Ele foi desumano. Como ele faz isso? Ele tem duas crianças pequenas, uma bebê inclusive e mata meu cachorro por nada. É normal um cachorro estranhar o outro. O Hullk não entrou na casa dele, passeava com meu filho e só latiu quando viu o outro cão dentro do pátio. Aí o soldado veio deu o primeiro tiro no Hulk sem ao menos mandar meu filho recuar, depois deu o segundo e depois o terceiro tiro”, contou a mulher bastante comovida com a extrema violência.

O Liberal

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!