Polícia prende padrasto que estuprou e engravidou enteada de 11 anos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Um servente de pedreiro de 39 anos que estava foragido da Justiça por estuprar a enteada, de 11 anos, foi recapturado, em Goianésia, cidade localizada na região central do estado de Goiás. Por conta dos abusos, ocorridos em 2009, a vítima engravidou.

A prisão aconteceu na madrugada de quinta-feira (4). O homem foi condenado a 21 anos de prisão, mas estava foragido desde 2017.  Segundo a Polícia Civil de Goiás, o crime teria acontecido há cerca de dez anos na zona rural de Barro Alto, a 49km de Goianésia.

À época, as investigações apontaram que, em um ano, ele teria mantido relação sexual com a menina pelo menos 15 vezes, sendo que na primeira vez a vítima tinha apenas 10 anos. Com o nascimento do bebê, após gravidez de risco, o homem também registrou o filho.

Após ser condenado, ele ficou apenas seis anos preso e ganhou o direito ao regime semiaberto. No entanto, teria descumprindo regras impostas, em 2017, e passou a ser considerado foragido. O condenado fugiu para Goianésia, local onde ninguém o conhecia e inclusive constituiu uma nova família.

A polícia chegou ao suposto estuprador depois que recebeu uma denúncia anônima no “Disque Denúncia”. Após receber a informação, os policiais iniciaram a averiguação no intuito de saber se realmente o foragido residia no local informado. 

Cerca de 12 horas depois, conseguiu prendê-lo no exato momento que ele saia de sua residência. Ao ser abordado, ele não esboçou nenhuma reação e confirmou a veracidade dos fatos. Levado para a Delegacia de Polícia, foi ouvido e encaminhado ao presídio de Barro Alto.

Correio Braziliense

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!