Marabá
26°C
Scattered clouds

Polícia do Pará prende “Couro Velho’’ acusado de matar a esposa e enteado no Mato Grosso

Acusado estava trabalhando na região de São Félix do Xingu e Tucumã, levando uma vida tranquila.
Crédito | Reprodução
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

O vaqueiro acusado de matar a mulher e o enteado no Estado do Mato Grosso e que estava escondido na cidade de Tucumã, no sul do Pará, foi preso pela Polícia Civil, após intensa investigação devido a crueldade dos crimes.

Milton Carneiro da Silva, 39 anos, conhecido como “Couro Velho’’, vivia de forma tranquila e como se nada devesse à Justiça nem que tivesse praticado um crime da tamanha crueldade ao matar a própria família.

Segundo a polícia, o vaqueiro é acusado de ter assassinado a companheira Ivoneide Meireles Cordeiro e o filho dela, Gilmar Guilherme da Silva, de apenas 8 anos. “Couro Velho’’ trabalhava em fazendas na região de São Felix do Xingu e Tucumã. O indivíduo  é acusado de ter assassinado mãe e filho a golpes de faca.

O duplo assassinato ocorreu no dia 29 de dezembro de 2013 e chocou a cidade de São José do Xingu (MT), devido a tamanha crueldade com que o assassino matou as duas vítimas, sem chances de defesa.

A Polícia Civil apurou que o acusado matou a mulher por nutrir um ciúme doentio pela vítima que havia dito que iria se separar dele. Após o crime, “Couro Velho’’ fugiu de São José do Xingu, passando a viver na região do sul do Pará, como se não tivesse dívidas a acertar com a Justiça e na maior “cara de pau”.

Na manhã desta terça-feira (20), policiais civis de Tucumã deram cumprimento ao mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça do Mato Grosso. O autor do duplo homicídio será recambiado para uma cadeia pública do Estado do Mato Grosso, onde ficará à disposição da Justiça. Ele deverá ir a júri popular. (Portal Debate Carajás)

(Com informações DOL)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!