Foto: divulgação

Na tarde de ontem (6), a Delegacia de Conflitos Agrários (Deca) de Marabá se deslocou para a área chamada PA Diamante, que fica na Fazenda Beira Rio, zona rural de Marabá, fronteira com Itupiranga, com o objetivo de verificar a atual situação do conflito agrário existente naquela localidade, bem como averiguar a veracidade de uma denúncia de crimes ambientais lá praticados.

Foto: divulgação

Durante as diligências, a equipe policial foi surpreendida pela presença de dois homens armados, os quais portavam revólveres de calibre 38. Eles estavam escondidos em um arbusto. Após abordagem e busca pessoal, os indivíduos informaram ser vigilantes da empresa Marca Vigilância e Segurança, com sede em Belém, e estavam no local descansando, visto que o veículo no qual realizavam ronda havia quebrado.

Ato contínuo, a equipe policial, no momento em que se dirigia ao interior da PA Diamante, localizou um terceiro vigilante, que também portava arma de fogo, com a viatura danificada. Diante disso, as autoridades deram voz de prisão a Camilo Salgado Mascarenhas Moreira, Diogo Fernando Ribeiro Teixeira e Robison das Neves Castro pela prática do crime de descumprimento de ordem judicial, pois a 2ª Vara Federal Cível e Criminal da SSJ de Marabá determinou o afastamento dos integrantes da empresa de vigilância de Belém daquela zona de conflito.

Foto: divulgação

Como saldo da operação da PC/PA, além da detenção dos vigilantes, foram apreendidos três revólveres, marca Taurus, calibre 38, 15 munições do mesmo calibre e três coletes balísticos.

Com informações da PC/PA