Marabá
31°C
Clear sky

Marido é condenado a 59 anos de prisão por matar esposa e filho no interior do Pará

Crédito: Reprodução
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Por maioria de votos, o Conselho de Sentença do Tribunal do Júri de Cametá, nordeste do Pará,  condenou o réu, Ivan Rodrigues Moreira, a 59 anos de prisão, pelos crimes de homicídio qualificado, praticado contra a esposa e o filho de 10 anos.

O júri, realizado ontem (2), teve a presidência do juiz titular Márcio Rebello. O condenado teve a prisão preventiva mantida e cumpre a pena em regime inicialmente fechado. Em sentença, foi negado o direito de recorrer em liberdade.

Ivan Moreira teve a pena definitiva de 30 anos de reclusão pelo homicídio de Cleisiana Soares Sacramento e a pena de 29 anos em face de Ivan Willian Sacramento Moreira. O crime chocou moradores do município em janeiro de 2020. Cleiciana, de 24 anos, então mulher do condenado, teve o crânio amassado por golpes de bigorna, e o filho do casal, de 10 anos, foi estrangulado com um guardanapo.

Na fase dos debates, o promotor de Justiça, Márcio Almeida de Farias, e a assistente de acusação, advogada Martha Pantoja Assunção, sustentaram sua pretensão em plenário e pleitearam a condenação do réu.

A defesa, representada pelos nobres advogados Marcelo Freitas, João Ricardo Batista de Oliveira e Antônio do Socorro Cruz dos Santos, sustentaram as teses de negativa de autoria e de clemência.

Ao final, formulados os quesitos, o Conselho de Sentença reconheceu, por maioria de votos, que o réu Ivan Moreira praticou o crime de homicídio qualificado em face das duas vítimas.

Fonte: TJPA

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!