Marabá
22°C
Scattered clouds

Marabá pode cancelar festas de réveillon e carnaval por medo de onda de covid

Como justificativa para a medida, a prefeitura deve alegar o risco de um aumento nas infecções pelo novo coronavírus e ainda o respeito às famílias que perderam entes queridos
Festa da virada será cancelada pelo segundo ano consecutivo em Marabá | Foto: Divulgação
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Apesar do avanço da vacinação para todos os públicos, a Prefeitura de Marabá, no sudeste do Pará, pode anunciar nos próximos dias o cancelamento das festas de réveillon e carnaval no município, motivada pelo medo de uma nova onda da pandemia da covid-19.

Como justificativa para a medida, a prefeitura deve alegar o risco de um aumento nas infecções pelo novo coronavírus, por causa do fluxo de pessoas e das aglomerações, e ainda o respeito às famílias que perderam entes queridos.

Como divulgado pelo Portal Debate Carajás na última semana, o número de pacientes com sintomas da covid-19 em Marabá saltou de 30 para 120 por dia, evidenciando um aumento de 300% de pessoas com sintomas da doença. Os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para covid estão com 100% de ocupação, já os leitos de enfermaria estão 56% ocupados por pacientes com a doença.

Nesta terça-feira (23), a Prefeitura de Santarém, no oeste do Pará, anunciou o cancelamento da festa de réveillon e também do carnaval em 2022. Foi a primeira prefeitura paraense a adotar a medida, enquanto outras já se antecipam na divulgação das atrações para as festas de virada de ano.

Segundo o prefeito de Santarém, Nélio Aguiar (DEM), o cancelamento se dá pela proteção à saúde da população e pela ‘insegurança’ ainda gerada pela doença.

Já em Marabá, ao fazer publicação contrária à realização do carnaval na opção stories do Instagram, a advogada e corretora Roberta Celestino Ferreira recebeu como resposta do perfil oficial da prefeitura na rede que o município não terá carnaval ‘tão logo’, prometendo divulgar nota sobre a decisão.

De acordo com a última atualização do boletim epidemiológico, até esta terça-feira (23) Marabá havia registrado 20.240 casos positivos de covid e 465 mortes, sendo a última a de um idoso hipertenso de 88 anos. A taxa de letalidade no município está calculada em 2,2% — pouco abaixo da média nacional. (Vinícius Soares/Portal Debate Carajás)

Advogada marcou a prefeitura e recebeu resposta para post crítico ao carnaval: “Aqui não teremos carnaval tão logo” | Foto: Divulgação

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!