Marabá
24°C
Few clouds

Indígena de 13 anos é estuprada por 7 soldados do Exército

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Uma Índia, de 13 anos, foi vítima de estupro praticado por um grupo de sete soldados do Exército da Colômbia. O crime veio à tona após a mídia local divulgar o ocorrido, nesta quarta-feira (24). O Exército está investigando o caso e a suposta participação dos militares. 

Um oficial soube do ocorrido na última segunda-feira (22), em uma base militar em Pueblo Rico, e relatou o caso a um comandante da unidade, para que a denúncia fosse averiguada.  A instituição declarou que já começou a impor ações disciplinares.

De acordo com o jornal “El Tiempo”, o comando afirmou que rechaça o crime, que vai contra os seus valores institucionais.

O ministro da Defesa da Colômbia também se pronunciou sobre o caso em uma rede social. “Muito grave e completamente reprovável o abuso sexual da menina indígena por parte de soldados.

Eu dei instrução ao exército colombiano para tomar as medidas correspondentes e a colaborar com o Ministério Público na investigação. Os responsáveis merecem uma punição severa”, destacou.

O comandante do exército, general Eduardo Zapateiro, também disse que apoia as investigações.

A vítima, uma adolescente do povo Emberá-Chamí, foi levada a um posto de saúde, de acordo com informações do comando do exército. Funcionários da Delegacia da Família estão em contato com a menina.

O comandante do exército, general Eduardo Zapateiro, também disse que apoia as investigações.

A vítima, uma adolescente do povo Emberá-Chamí, foi levada a um posto de saúde, de acordo com informações do comando do exército. Funcionários da Delegacia da Família estão em contato com a menina.

Diário do Pará

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!