Homem mata patrão e colega de trabalho após ser demitido em Marabá

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Uma confusão em uma casa de poker localizada na Avenida 2000, esquina com a Rua Araguaia, no bairro Novo Horizonte, em Marabá, terminou com três mortos no fim da tarde desta sexta-feira (9). O atirador trabalhava no local onde ocorreu o crime. O assassino não teria gostado de ter sido demitido e resolveu matar um ex-colega de trabalho, o ex-patrão e tirar a própria vida, segundo informações preliminares colhidas no ponto da carnificina.

“Kim Brás”, acusado de atirar nas vítimas e depois cometer suicídio

De acordo com as primeiras informações, a tragédia aconteceu por causa de desavenças após a demissão de Raimundo Santos Cabral, vulgo Kim Brás, do bar onde trabalhava. Ele atirou primeiro em Ricardo Farias da Silva, de 24 anos, conhecido como Quaresma, seu colega de trabalho, que morreu instantaneamente. Depois, o assassino disparou na cabeça de Rafael Torelli Reis, seu patrão. “Kim Brás” teria matado os dois por achar que “Quaresma” contou um desfalque no caixa do estabelecimento comercial para o patrão.

Ricardo Farias, conhecido como “Quaresma”, foi o primeiro a ser morto pelo atirador

Logo após os tiros, o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) foi acionado e socorreu Rafael Torelli para uma clínica particular, porém, de acordo com informações vindas do local da tragédia, ele não resistiu, devido ter havido perda de massa encefálica da cabeça de Rafael.

Rafael Torelli levou um tiro na cabeça e morreu na clínica

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!