Ex-guerreiros de selva se reencontram após três décadas em Cajazeiras

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Após a invenção das redes sociais, ficou bem mais fácil para as pessoas reencontrarem amigos e familiares, espalhados pelo Brasil. No período entre 19 a 21 de julho de 2019, através do aplicativo Whatsapp, um grupo de ex-militares que serviu no 52º Batalhão de Infantaria de Selva, no ano de 1988, em Marabá, conseguiu se reencontrar na Vila de Cajazeiras, pertencente ao município de Itupiranga, distante 70 km do conhecido 52º BIS.

Durante três dias, cerca de 21 ex-guerreiros de selva relembraram os momentos vividos na caserna, na Fazenda Dois Irmãos, pertencente ao 3º Sargento, Cláudio Cabral de Ávila. “Momentos como esse marcam nossas vidas para sempre, pois a gente não se via, há mais de 31 anos. Ver o Sd João se deslocar de Cuiabá, em Mato Grosso, para participar do evento, foi muito gratificante”, relatou o Sgt Cabral.

Para Ildemar Azevedo, o 2º Tenente, vir da cidade de Ananindeua, Região Metropolitana de Belém, distante 600 km da Vila de Cajazeiras, valeu a pena. “Rever os amigos, ouvir os ‘causos’, relembrar as dificuldades dos treinamentos, as brincadeiras da época e o dia a dia no 52º BIS, não tem preço”, comentou o ex-oficial. Para o Soldado Pedro Lopes, o encontro de amigos e ex-combatentes precisa acontecer mais vezes. “Nunca mais esquecerei desses três dias vividos aqui. Foi um momento único em minha vida”, observou o praça.

Atividades como pescaria no Rio Cajazeiras, andar a cavalo, ajudar a tirar leite pela manhã, tomar banho de piscina, cantar hinos e canções militares alegraram o ambiente. Costela de chão, caldeirada de peixe, carne de porco assada, feijoada e galinha caipira fizeram parte de um extenso cardápio, sempre regado a refrigerante, chope e cerveja. No final, os amigos firmaram o compromisso de realização de novos encontros.

Pedro Souza

Redação

Redação

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!