Estelionatário é preso no interior do Pará

Na imagem, cartões de crédito, documentos pessoais como RG, CPF, CTPs, impressora e notebooks (Divulgação Polícia Civil)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Uma equipe da Polícia Civil prendeu ontem (7) em Ulianópolis, município da mesorregião do sudeste paraense, Isaque Sousa Leal. A detenção resultou de investigação em dois imóveis do acusado, em razão do cumprimento do mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça, após representação feita pelo delegado Adriano Zague Bandeira, nos autos do processo que investigava a conduta ilícita do acusado.

A ação policial começou às 6 horas, desta terça-feira, (06), pela estrada Cauaxi, na altura do sítio do Pica-Pau Amarelo, KM 14, Colônia Nova Vida, na zona rural de Ulianopolis. Com o apoio da Superintendência de Paragominas, que deflagrou a Operação Cards, nome escolhido em alusão a crimes praticados por meio de suposta clonagem de cartões de crédito, prática de falsidade ideológica e uso de documentos falsos para saques ilícitos de dinheiro de contas bancárias.

No decorrer da operação na casa de Isaque Leal, os policiais encontraram diversos cartões bancários, inclusive, cartões utilizados para saque de beneficiários do Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS). Havia na residência um total de 35 cartões em nome de diferentes pessoas, e documentos pessoais como RG, CPF e Carteira de Trabalho também de diversos cidadãos.

A polícia ainda identificou uma carteira de identidade falsificada, dois notebooks e uma impressora multifuncional colorida que daria suporte à materialização dos crimes, bem como aparelhos de telefones celulares. Se não bastasse o farto material que consubstanciou a suspeita dos agentes de segurança, foram encontrados um rifle, calibre .44 e cinco munições do mesmo calibre, o que motivou a prisão em flagrante do homem pela posse irregular de arma de fogo e munições.

Os objetos apreendidos e o preso foram apresentados na Delegacia de Polícia de Ulianópolis para as providências de praxe.

O Liberal

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!