Marabá
31°C
Few clouds

Bar é notificado por adesivo ‘xerecard’ em Marabá

O adesivo polêmico foi parar no porta-guardanapos de um bar às margens da Transamazônica por um cliente | Foto: Reprodução/Instagram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Um bar situado às margens da BR-230 no Núcleo Cidade Nova, em Marabá, publicou nesta segunda-feira (22) nota e vídeo desmentindo que aceite ‘xerecard’ como pagamento diante da repercussão de uma foto com o adesivo colado em um porta-guardanapos no estabelecimento. O episódio gerou até notificação por parte de um movimento de mulheres da cidade.

O famoso adesivo, como noticiado pelo Portal Debate Carajás, gerou críticas de usuários do transporte particular por aplicativo nas mídias sociais depois que parcela dos motoristas da cidade aderiram à moda que alude a uma música de funk que sugere sexo como pagamento pelos mais variados serviços.

Na nota, o estabelecimento em questão alega que o adesivo é fruto de brincadeira sem graça de algum cliente e repudia todo e qualquer desrespeito às mulheres. Promete também que tomará medidas de modo a identificar e advertir os responsáveis.

Já no vídeo, a cantora Lu Barros critica duramente a iniciativa em nome da equipe de marketing do bar. “Que brincadeira sem graça. Isso é obra de uma pessoa sem noção, que não tem o mínimo de respeito com as mulheres e com o estabelecimento, que é muito sério no trato dos seus clientes. Nós temos várias funcionárias mulheres e respeitamos todas pelo seu trabalho, sua força e seu potencial. Somos um estabelecimento responsável, considerado um dos melhores do segmento na cidade. Estamos tomando devidas as providências”, garante.

A repercussão da imagem com o adesivo ‘xerecard’ no porta-guardanapos motivou o Movimento Mulheres Margaridas, do Centro Social Viva Feliz, a remeter ofício ao bar solicitando informações sobre o episódio. O grupo elencou no documento que o ato fere a Lei Maria da Penha.

O adesivo

Ao pesquisar por ‘xerecard’ na internet, o leitor encontra uma série de anúncios de adesivos em lojas virtuais. O primeiro resultado leva ao site do Mercado Livre. Por lá, duas unidades do polêmico colante estão sendo vendidas a R$ 15,90 – R$ 7,95 a unidade. Já em outro site, o Elo7, cinco unidades saem por R$ 28,99 – R$ 5,70 a unidade.

Quanto mais unidades, mais barato fica o produto. O site Sete Decoração, por exemplo, anuncia dez adesivos por R$ 37,77 – R$ 3,77 a unidade. E ainda oferta de brinde dez adesivos para cartão. O estoque do vendedor contém 4.981 unidades do produto. Haja carro a ser adesivado.

Até mesmo o site das Lojas Americanas anuncia a venda dos polêmicos adesivos. Uma unidade está saindo a R$ 11,48, além do frete que é dramático para a Região Norte. O adesivo mede 11 centímetros de comprimento e 8 de altura. (Vinícius Soares/Debate Carajás)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!