Marabá
32°C
Clear sky

Zagueiro paraense assina contrato com o Botafogo até 2024

Jovem Kawan, de 19 anos, assinou contrato com o Fogão e vem treinando na equipe profissional do time carioca

Um sonho sendo construído desde pequeno, cheio de dificuldades, respostas negativas, mas que se tornou realidade em 2022. O jovem zagueiro Kawan, paraense de Belém, e com passagens pelo futsal do Paysandu, Remo e pelo futebol de campo azulino, fechou contrato nesta semana com o Botafogo-RJ e está sendo relacionado para jogos da Estrela Solitária na Série A do Campeonato Brasileiro.

Ele assinou seu primeiro contrato profissional com o clube alvinegro e teve seu vínculo protocolado na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) até o final de 2024. Ele se destacou na Copa São Paulo deste ano e disputou uma partida profissional pelo Fogão neste ano, no Campeonato Carioca, no empate em 2 a 2 contra o Audax-RJ, pela Taça Guanabara.

Com início no futsal da escola Santa Madre, Kawan seguiu para um projeto social e surgiu a oportunidade de defender as cores do Remo, passou também pelo Paysandu e fez a transição para os gramados no Leão Azul e aí começaram as dificuldades, testes em outros clubes, respostas negativas até chegar ao Botafogo de Futebol e Regatas.

“Iniciei no futsal do Santa Madre, mas tive que sair, após o técnico deixar a escola, pois não estudava lá. Segui com ele para um projeto social, no ‘Furacão Rubro-Negro’, me destaquei e segui para o Remo, mas lá não atuei como o esperado e em seguida fui para o Paysandu, joguei, fiz um bom campeonato e retornei ao Remo e fez a transição para jogar futebol no Sub-15, fomos campeões e pintou testes em outras equipes fora do Estado, como América-MG, Atlético-MG e Cruzeiro-MG, não consegui passar e retornei a Belém”, disse.

O destino foi outro

O retorno à cidade natal foi breve, Kawan realizou testes no Paraná, onde se firmou e teve sequência no trabalho, mas teve que deixar o clube paranaense, após crise financeira, que afetou o departamento de futebol e seguiu para o Fogão.

“Joguei no Paraná com o técnico Eder Morais, que hoje está no Inter-RS, mas deixei o Paraná, devido ao porte financeiro da equipe, que passa por um momento difícil. Fui para o Betim-MG, me destaquei no campeonato estadual e tive um teste no Botafogo, foi quando consegui passar e tudo começou a fluir”, disse.

Sem repouso

Kawan passou as férias em Belém, após a Copa São Paulo, mas teve que deixar a o descanso de lado. Ele recebeu a notícia de que iria ser aproveitado no time de cima do Botafogo e agora a promessa é realidade.

“Nas minhas férias em Belém, recebi uma ligação do Botafogo, tive que retornar ao clube e joguei em uma partida do Campeonato Carioca, contra o Audax-RJ. Agora fui relacionado para alguns jogos também, no clássico contra o Fluminense, além de partidas da Série A contra Juventude e contra o Flamengo em Brasília”, contou. (Portal Debate, com O Liberal)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!