Marabá
24°C
Few clouds

Vítima reage a assalto relâmpago em Marabá e escapa com vida

Em imagem congelada de vídeo, a vítima (de azul, no destaque) travando luta corporal com um dos criminosos, vestido com uniforme de gari | Foto: Reprodução/Debate Carajás
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Foi por muito pouco que mais uma pessoa não perdeu a vida para criminosos armados em Marabá. No fim da manhã desta quarta-feira, 28 de abril, um quinteto em um automóvel Hyundai HB20 branco tentou assaltar uma residência na Folha 28, Núcleo Nova Marabá, mas acabou tendo de abortar diante da reação de uma das vítimas.

Obtidas pela Reportagem do Portal, as filmagens de uma câmera de videomonitoramento instalada na área externa do imóvel mostram nitidamente como tudo aconteceu. A tentativa de assalto durou nada menos que um minuto e trinta segundos, conforme horário que aparece no canto superior direito do vídeo.

O HB20 branco surge no campo de visão da câmera às 11:44:16. Não é possível ver a placa do automóvel. Às 11:44:22, sai o primeiro bandido do veículo, vestido em um uniforme verde pertencente ao Serviço de Saneamento Ambiental da Prefeitura de Marabá, a SSAM.

A pessoa que sai é Lucas Dias Portela, o “Luquinhas”, de 23 anos. Ele, que é indiciado pelo duplo homicídio de um pai e um filho em Marabá, estava no banco do carona, prova da influência que exercia sobre o bando criminoso.

Luquinhas se dirige à porta da residência e toca a campainha, às 11:44:32. O criminoso aguarda alguém atender até 11:45:04, durante trinta e quatro segundos, quando entra e passa apenas dois segundos fora do registro.

Às 11:45:07, um rapaz de camiseta azul marinho e bermuda jeans aparece golpeando, derrubando ao chão e arrastando Luquinhas até o fim da calçada da residência, na tentativa de frustrar a ação criminosa. Imediatamente, outros três assaltantes saem do carro e apontam armas para a cabeça da vítima, que se rende. Não se sabe se o homem era o bombeiro militar divulgado pelo Portal como morador do imóvel.

Um dos assaltantes, como é possível verificar nas imagens, tenta de todas as formas atirar contra a vítima, mas a arma estava travada. Luquinhas, ao se recuperar do golpe, também tenta matar o rapaz, mas não consegue. Às 11:45:49, o bando deixa o local de ré.

Tudo estava convencionado para dar errado e a prova disso foi que, menos de meia hora depois, a Polícia Militar conseguiu interceptar os assaltantes na cabeceira da Ponte Rodoferroviária sobre o Rio Tocantins. A notícia foi divulgada em caráter de urgência por este domínio.

Foram presos Lucas Dias Portela, de 23 anos, Jonaci Carvalho Feitosa, de 45, Luiz Fernando Conceição Teixeira, de 23, Gabriel Santos de Oliveira, de 18, e Jacsiel Sousa de Moura, de 20. Todos foram autuados na 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil por tentativa de roubo, porte de arma de fogo e associação criminosa, crimes cuja soma da pena de detenção chega a 23 anos – idade da maioria deles. (Vinícius Soares/Debate Carajás)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!