O Ministério Público de Contas de Minas Gerais instaurou, nesta quinta-feira (25/4), inquérito para apurar o uso de helicóptero do Estado pelo vice-governador Paulo Brant (Novo) e sua mulher.

No dia 21 passado, eles voaram entre Nova Lima, onde estavam hospedados em um spa, e Ouro Preto, para participação nas comemorações do Dia de Tiradentes.

A portaria diz que foi levada em consideração a ausência de publicidade da agenda oficial que pudesse demonstrar necessidade de uso de transporte mais rápido e oneroso pelo vice-governador. 

(Agência Estado)