Marabá
25°C
Clear sky

Vereador ‘Aurélio Goiano’ é candidato a deputado federal por Parauapebas

Desafeto do Prefeito Darci Lermen (MDB), o pré-candidato deverá agitar ainda mais o meio político da Capital do Minério. Ele adotou o slogan de campanha “Pra cima do sistema”.
"Aurélio Goiano" - Crédito: Reprodução

O polêmico vereador Aurélio Ramos de Oliveira Neto (PSD), o “Aurélio Goiano”, será candidato ao cargo de deputado federal, nas eleições de 2022, pela cidade de Parauapebas, no sudeste do Pará. Embora o parlamentar negue a intenção, mas ele mira os votos de seu desafeto político, Keniston Braga, também concorrente a uma cadeira na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF).

“Aurélio Goiano” foi cassado pela Câmara Municipal de Parauapebas (CMP), no dia no dia 21 de outubro de 2021, acusado de quebra de decoro parlamentar, mas o desembargador Mairton Marques Carneiro, do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA), reintegrou o parlamentar à CMP devido a erros processuais. O vereador culpa o prefeito Darci Lermen pelo seu afastamento da Casa de Lei.

Com a cassação da chapa Darci Lermen (MDB) e seu vice-prefeito  “João do Verdurão” (PDT), no dia 9 de março de 2022, pelo juiz Celso Quim Filho, em primeira instância, acusados de captação ilícita de recursos para a campanha eleitoral de 2020 (prática conhecida como “caixa dois”) e a cidade em frangalhos existe espaço político suficiente para o “Fiscal do Povo” abocanhar uma boa quantidade de votos em Parauapebas.

No dia 20 de abril de 2022, “Aurélio Goiano” realizou um protesto, em forma de descontração, em um dos diversos buracos que são vistos pela cidade. O vereador chamou alguns amigos e promoveu um típico churrasco no meio da rua e dentro de um buraco de lama que apelidou de “Piscina do Darci”.

“Pelo andar da carruagem”, teremos embates políticos homéricos durante a campanha eleitoral, em 2022, na Capital do Minério. “Sem papas na língua”, o parlamentar vive criticando, em seu programa diário em uma rádio, os problemas existentes na gestão de Darci Lermen. (Pedro Souza/Portal Debate)

Crédito: Redes sociais

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!