Marabá
26°C
Overcast clouds

Vendedor de sabonete suspeito de envolvimento na morte da menina Ravyla é preso no Pará

A informação foi divulgada via redes sociais pelo governador Helder Barbalho.
Corpo aparentava sinais de tortura e estupro - Crédito: Reprodução
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Homens da Polícia Militar do Pará prenderam, durante a manhã deste domingo (27), um dos suspeitos da morte da menina Ravyla Sousa, de 10 anos, assassinada em Viseu, nordeste do Pará. A informação foi divulgada via redes sociais pelo governador Helder Barbalho, mas o nome do indivíduo não foi divulgado.

A garotinha foi encontrada morta, na última sexta (25), após ficar desaparecida por quatro dias. A menina havia saído na segunda (21) para fazer compras para a família em uma feira próxima de onde morava, mas não retornou para casa.

De acordo com a PM, o suspeito é um vendedor de sabonetes, que estava hospedado em um hotel em Viseu. Durante as diligências, imagens de circuito interno de câmeras foram analisadas e identificaram o homem levando a criança em um carro prata. (G1-Pará)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!