A australiana Brooke Crannaford viajou para visitar uma aldeia na cidade de Aswan, próxima ao Rio Nilo, no Egito. Lá, ela decidiu pagar US$ 5 (pouco mais de R$ 18) para uma artista local realizar o trabalho com a tintura temporária. No entanto, apenas algumas horas depois, Brooke sentiu que algo não ia bem. As informações são do R7.

“Comecei a sentir muita coceira e 24 horas depois ficou muito pior”, relatou. Quando conseguiu consultar um médico, a australiana já havia perdido a sensibilidade na região.

Ela descobriu ter contraído uma infecção bacteriana avançada e uma queimadura química severa: “Tive muita sorte de não ter perdido nenhum dedo”, ponderou.

A turista quase perdeu a mão após ter feito uma tatuagem de henna durante a viagem. Brooke afirma que as lesões demoraram cerca de três semanas para cicatrizarem após realizar tratamento.