Marabá
23°C
Clear sky

Tucuruí: Suspeito de executar e esquartejar adolescente é preso em Marabá

Crédito: Reprodução
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

O integrante de uma facção criminosa, Vitor Santiago da Silva Alencar, foi capturado, por volta das 20h, domingo (28), depois de ser acusado da prática de crime de violência doméstica, em Marabá. Durante a apresentação, a polícia descobriu que ele havia participado de um crime macabro em Tucuruí.

Contra ele, existia um mandado de prisão, em aberto, suspeito de ajudar seis bandidos a matar, esquartejar e queimar o corpo da adolescente, G.P.M., de 17 anos, no dia 5/4/2020, no Bairro Getat, em Tucuruí, no sudeste do Pará. A vítima foi julgada pelo “tribunal do crime” e recebeu a sentença de morte.

Vitor estava escondido em Marabá

Desde a época do crime, os indivíduos Rodrigo Ramos dos Passos, vulgo “Cérebro”; Rodrigo Trindade de Freitas, de apelido “Barcarena”, de 20 anos; Deivison Santos da Silva, o vulgo “Palhaço”, de 24 anos, e mais três adolescentes já tinham sido capturados e apreendidos respectivamente.

Após executar a jovem, os envolvidos cortaram os membros do corpo e jogaram em diversos locais de Tucuruí para dificultar as investigações. A cabeça foi encontrada dentro de uma sacola oito dias depois. O tronco foi queimado e jogado às margens de uma estrada.

Local onde parte do corpo foi encontrado

A bela garota se envolveu com integrantes de duas facções criminosas e teria sido executada por isso. Ela era moradora do Bairro Liberdade. O crime foi todo filmado e as imagens foram compartilhadas por meio de aplicativo para os membros da facção. Depois da prisão de Vitor, todos os acusados de participar do crime estão presos.

Debate Carajás

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!