Marabá
33°C
Few clouds

Suspeito leva facadas, socos, tapas e pontapés de ‘amigos’ em Parauapebas

Crédito: Reprodução
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

A Polícia Civil prendeu dois homens na noite desta quarta-feira (1) acusados de estarem envolvidos em espancamento seguido de esfaqueamento a uma pessoa que eles suspeitavam ser um ladrão de celular. O crime ocorreu no Bairro Betânia, em Parauapebas, sudeste do Pará.

De acordo a polícia, Antônio Marques Ferreira de Brito e Wanderson Machado dos Santos estavam ingerindo bebidas alcoólicas com outros colegas. Jacklandi Campos Airesa também participava da confraternização.

Vítima levou algumas pedradas

Em certo momento, um aparelho celular de um dos participantes desapareceu. Coincidentemente, um deles, Jacklandi Campos também desapareceu.

Suspeitando de que Jacklandi seria o ladrão do aparelho telefônico, os homens foram atrás e o encontraram em um determinado local. Após muita pressão, Jacklandi não admitia que havia furtado o objeto foi quando o mesmo caiu da calça deslizando em uma de suas pernas.

Ao constatarem a mentira de Jacklandi, os homens passaram a lhe aplicar uma verdadeira sova. Socos e pontapés foram aplicados, pedradas, e Jacklandi ainda foi esfaqueado. Pense num celular que quase lhe custou a vida.

Jacklandi foi encaminhado às pressas para o Hospital Municipal de Parauapebas em estado delicado de saúde, mas já se encontra fora do risco de morte. Já Antônio Marques e Wanderson Machado foram presos e encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil, onde permanecem encarcerados.

Advogado Tony Araújo

O advogado Tony Araújo vai defender Antônio Marques Ferreira de Brito. Para a reportagem, ele revelou  que o cliente tem residência e trabalho fixos. “Ele não teve a intenção de assassinar Jacklandi, inclusive, a suposta vítima está fora de risco de morte”, enfatizou o advogado.

Papo Carajás

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!