Marabá
25°C
Overcast clouds

Padrasto beija enteada na boca e é liquidado a tiros dentro de casa

Rosinaldo Andrade beija a criança, olha sorrindo para filmagem e dá outro beijo, desta vez na cabeça da garota, que está sem a parte de cima da roupa
Rosinaldo Andrade - Crédito: Reprodução/Facebook
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Rosinaldo de Andrade Messias, de 41 anos, investigado por estupro de vulnerável, depois da divulgação de um vídeo, em que ele aparece andando de barco, com duas crianças ao lado, foi morto a tiros, na noite de terça-feira (23).

A execução ocorreu na cidade de Itaquiraí, distante 345 quilômetros, de Campo Grande, no sul de Mato Grosso do Sul. O indivíduo foi executado dentro da casa onde morava a tiros Antes de ser morto, a população tentou invadir a casa para atear fogo no imóvel, mas a Polícia Militar impediu que os moradores fizessem justiça com as próprias mãos.

No vídeo, Rosinaldo Andrade, segura duas latas de cerveja e beija uma das crianças, filha de Sunilda Ortiz, que estaria gravando as imagens, que não serão reproduzidas em proteção à vítima. Nas redes sociais, Sunilda aparece como esposa de Rosinaldo. Ela estaria apoiando as ações do pedófilo.

Os dois suspeitos se casaram no dia 14 de novembro de 2021. O vídeo teria sido gravado durante um passeio de barco no Rio Paraná, local conhecido como “Prainha da Amizade”. A cena de abuso sexual é comemorada com gritos por outras pessoas no interior da embarcação.

Na cena seguinte, Rosinaldo Andrade olha sorrindo para filmagem e dá outro beijo, desta vez na cabeça da menina, que está sem a parte de cima da roupa. Outros dois homens aparecem na filmagem, sentados no banco da frente do barco. Um deles seria o piloto da lancha.

O tarado chegou a ser levado para a Delegacia de Polícia Civil, prestou depoimento, mas foi liberado. O corpo de Rosinaldo Messias foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML ). O caso foi registrado como homicídio simples e será investigado pela Polícia Civil de Itaquiraí. (Portal Debate Carajás)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!