Marabá
25°C
Overcast clouds

Sheik é internado em clínica particular após surto psicótico em shopping de Belém

Fernando Barros do Carmo é empresário do ramo automobilístico em Marabá e teria sofrido um surto psicótico
Empresário conhecido como Sheik estava estranho antes de entrar no shopping | Foto: Reprodução/Redes Sociais
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

O empresário do setor automobilístico, Fernando Barros do Carmo, de Marabá, no sudeste do Pará, continua internado em uma clínica particular, no Distrito de Mosqueiro, distante cerca de 75 km de Belém, após sofrer um surto psicótico, no interior do Shopping Boulevard, na quinta-feira (27), no bairro do Reduto, no estado do Pará.

Durante a manhã de ontem (29), o Portal Debate Carajás conversou com um irmão de Fernando. O parente da vítima informou que há 20 anos, o ex-vocalista do Grupo Presensamba sofreu um acidente de carro e ficou em coma por um período de 15 dias. Desde essa época, Fernando Carmo passou a tomar remédios controlados, para amenizar sequelas psicológicas deixadas pelo trauma.

No entanto, segundo o irmão, nos últimos meses, a família percebeu que o empresário não estava tomando a medicação de forma regular e passou a apresentar um comportamento fora de sua personalidade. Fernando não bebia, mas passou a ingerir bebida alcoólica como cerveja e whiskie. Para os familiares, a junção da falta do medicamento e o álcool foram determinantes para desencadear o problema emocional.

“Meu irmão estava feliz porque tinha conseguido comprar uma BMW. Acho que ele bebeu e perdeu o controle de seus atos”, narrou o parente. “Fernando está sendo massacrado por pessoas maldosas que não conhecem o quanto ele é uma pessoa boa. Ele emprega muita gente em Marabá e é uma pessoa trabalhadora”, finaliza. Em época de enchente, o empresário costuma colocar vários caminhões para fazer a mudança de famílias atingidas pela cheia dos rios Itacaiunas e Tocantins.

O empresário foi detido pela Polícia Militar, com a participação do Esquadrão Anti-bombas. Fernando chegou a ser atingido por tiros de balas de borracha, dentro do Shopping Boulevard, pois portava uma arma branca e bradava palavras desconexas. Conforme as palavras do irmão, ele foi liberado, porque os advogados conseguiram provar que a vítima estava doente.

A família enviou para o Debate Carajás receitas de medicamentos para comprovar que Fernando Carmo estava em tratamento com medicação controlada. De acordo com o irmão, o empresário não se lembra de nada da situação ocorrida no interior do shopping em Belém. O ex-Presensamba estaria ansioso para voltar para casa, rever a família e retomar a frente de seus negócios. (Pedro Souza/Debate Carajás)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!