Marabá
25°C
Clear sky

Seis astros de ‘Pantanal’ são da comunidade LGBTQIA+

O tema sexualidade pode passar desapercebido pelo público, mas alguns artistas da trama falam abertamente sobre o tema

​O remake de “Pantanal”, novela originalmente exibida em 1990, no ar na TV Globo, é um sucesso absoluto, e isso todo mundo já sabe. O que, talvez, passe desapercebido pelo grande público é a sexualidade de atores que vivem personagens marcantes na trama. Junho é o mês do Orgulho LGBTQIA+ e alguns artistas são da comunidade e falam abertamente sobre o tema.

Alanis Guillen, a Juma Marruá

Em entrevista ao jornal O Globo, a atriz falou sobre sua sexualidade, revelando se considerar uma mulher “múltipla”. “Hoje, sou uma mulher múltipla. Hoje, nem coloco mais se eu sou bi, o que eu sou. Eu me relaciono com pessoas. Se tem um coração que conecta com o meu, é com essa pessoa que eu vou me relacionar”, disse Alanis.

Jesuíta Barbosa, o Jove

Durante entrevista no programa “Conversa com Bial”, em 2019, o ator afirmou que era “bem viado”. Depois, em 2021, disse à revista GQ que a sua sexualidade está sempre mudando. “São fases da vida”, explicou Jesuíta Barbosa. Ele prefere não se rotular: “O corpo do ator, do ser humano, é esse lugar de experimentar. Não fico nesse rótulo de celebridade, não me interesso em divulgar a minha intimidade. Isso não tem nada a ver com o meu ofício”.

Irandhir Santos, Joventino (primeira fase) e José Lucas de Nada (fase atual)

O artista é casado há 13 anos com o escritor e professor universitário Roberto Efrem Filho. Nas redes sociais, o casal não deixa de demonstrar que são felizes e radiantes juntos.

Erom Cordeiro, o Lúcio

O artista assumiu em 2020 o relacionamento com o também ator Rodrigo Bolzan, mas a repercussão maior veio em 2021 após ele publicar uma foto com o amado. “Antes meio que se passava por cima disso, as pessoas achavam melhor não saber e não falar (sobre sexualidade). Que bom que isso está caindo”, disse, em entrevista ao jornal O Globo.

Silvero Pereira, o Zaqueu

Vivendo um peão gay na novela, o ator também é gay na vida real e milita na causa, inclusive levantando bandeira com o personagem. “Ele é gay assumido e tem trejeitos afeminados. Por isso, sofrerá bullying dos outros peões. É uma trama que tem uma pegada de humor, mas também é muito educativa. O Zaqueu sente orgulho de ser quem é e vai deixar isso muito claro. Haverá uma discussão importante sobre homofobia e orgulho LGBTQIA+”, contou em entrevista ao jornal O Globo.

Bruna Linzmeyer

Intérprete de Madeleine na primeira fase, Bruna Linzmeyer namora com Marta Supernova, que também é DJ. Ela se declara como uma mulher “super sapatão”.

(Portal Debate)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!