Durante o
dia de ontem (11), os colegas de trabalho do 2º Sgt da Polícia Militar, Geraldo Andrade,
divulgaram seu desaparecimento, através das redes sociais, na tentativa de
localizar o militar. No entanto, no final da noite, o Oficial de Dia, do 36º Batalhão de
Polícia Militar
, localizado na cidade de São Félix do Xingú, relatou
o suicídio do Sgt
G Andrade
, ocorrido em um hotel de Ourilândia do Norte, sudeste paraense. Existem indícios de que o militar estaria sofrendo de depressão. 
A morte do PM foi confirmada, mais tarde, por familiares, em uma página na rede
mundial de computadores.
 
Segundo a
Polícia Militar, por volta de 16 horas, o Sgt G Andrade teria entrado em
contato com seus superiores, informando estar passando por problemas pessoais,
dando a entender que cometeria suicídio. Houve tentativa de demovê-lo da ideia, mas foi em vão. Por volta de 20 horas, o veículo do
militar foi encontrado em um hotel, localizado na Estrada do Site, na cidade de
Ourilândia do Norte. Ao entrarem no quarto, onde ele havia se hospedado, foi
constatado o óbito do militar, provocado por disparo de arma de fogo na cabeça.
A Polícia Civil foi acionada para preservar o local de crime e fazer os primeiros levantamentos sobre as causas do suicídio do policial militar.