Marabá
29°C
Overcast clouds

Cidade registra baixo número de mortes por covid-19 no sudeste do Pará

Apesar da elevação preocupante no número de infecções e mortes para a nefasta doença nos municípios vizinhos, São João do Araguaia parece viver distante dessa realidade caótica e desfruta de estatísticas alentadoras. Isso se deve à excelência da gestão da saúde e também aos decretos municipais restringindo a circulação de pessoas
A entrada de São João do Araguaia, no sudeste do Pará, partindo do Hospital Municipal | Foto: Portal Debate Carajás
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Sudeste do Pará – Modelo de uma boa gestão da saúde durante o período crítico de pandemia da covid-19, o município de São João do Araguaia, distante 56 quilômetros de Marabá, contabiliza nesta sexta-feira (18) um total de 731 confirmações, 610 recuperações e 10 mortes.

Os dados constam no mais recente boletim epidemiológico da covid-19 do município, que tem como secretário de Saúde o competente Sezostrys Alves da Costa. Ele também é vereador licenciado do município de Palestina do Pará e, pelo reconhecimento de sua vasta experiência na administração de recursos hospitalares e de saúde, foi convocado para assumir a secretaria de outro município em meio ao momento mais crítico da pandemia.

Apesar da elevação preocupante no número de infecções e mortes para a nefasta doença nos municípios das regiões de Carajás e do Araguaia, no estado do Pará e no Brasil, de modo geral, São João do Araguaia parece viver distante dessa realidade caótica e desfruta de estatísticas alentadoras. Isso se deve à excelência da gestão da saúde e também aos decretos municipais restringindo a circulação de pessoas, principalmente em espaços que costumam ser frequentados por pessoas de outras localidades a reboque de políticas de turismo.

Sim, São João do Araguaia é um importante município que emana apelo turístico graças às belezas naturais que o circundam. Excelente opção para quem deseja aproveitar os meses de junho e julho, as praias que povoam a confluência do Rio Araguaia são muito procuradas por turistas nesta época, quando as águas do rio baixam e surgem os famosos bancos de areia. A praia mais conhecida é a de Apinagés, mas por ali também se encontram as praias de Jatobá e Murici Grande e Jeronço.

Só que, durante a pandemia, essa relação mudou verticalmente. Decreto que ainda está valendo e foi expedido pela Prefeitura Municipal de São João do Araguaia (PMSJA), há poucos dias, proíbe deslocamentos e, principalmente, aglomerações nestes espaços, que antes constituíam o refúgio de verão de muitas pessoas que residem em Marabá, São Domingos do Araguaia, Palestina do Pará e até em outras regiões do estado e do país.

Contudo, aglomerações ainda estão sendo flagradas nos espaços, da parte de quem não tem o mínimo de zelo pela vida da comunidade local. O desrespeito às medidas sanitárias é a música que toca (ou pelo menos tocava até os últimos fins de semana) para aqueles que não pensam nas consequências de aglomerar com pessoas de diversas partes e contagiar os familiares próximos.

Para resolver esse problema, uma força-tarefa já foi montada para os próximos fins de semana, com os órgãos de segurança municipais e estaduais. As polícias Civil e Militar, bem como a Vigilância Sanitária e a Prefeitura, já estão empenhados em combater o desrespeito ao decreto ainda vigente em São João do Araguaia, de modo a assegurar a continuidade do sucesso das ações de saúde e colocar um fim definitivo na pandemia da covid-19, por meio também de vacinação em massa da população, que está acontecendo desde janeiro. (Portal Debate Carajás)

Tenda para atendimento a pacientes com suspeita da covid-19 – Crédito: Taís Cardoso

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!