Orla de Marabá foi interditada para
treinamento da PM
O vídeo
de um treinamento, realizado na manhã de ontem (1), na Orla Sebastião Miranda,
pela Polícia Militar, simulando um assalto com reféns, “viralizou” nas redes
sociais, em todo estado do Pará. A Polícia Militar interditou um trecho da Rua
Marechal Deodoro da Fonseca e utilizou um ônibus do transporte coletivo da
cidade, deixando a cena muito próxima da realidade. Assim que o vídeo foi
postado, tomou conta dos debates nos grupos de whatsapp e outros aplicativos.
 
Simulação: vídeo que viralizou nas
redes sociais
Segundo o
Coronel Sidney Profeta, Comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar, sediado
na cidade de Marabá, sudeste do Pará, o treinamento fez parte do Curso de Formação
de Praças (CFP/2018)
. “Sabemos
que não é comum esse tipo de crime ocorrer em Marabá, mas os policiais estão
sendo treinados para atuar na Polícia Militar do Pará, inclusive na Região
Metropolitana de Belém, onde é comum ocorrências dessa natureza”
,
esclareceu o Comandante. Ele disse ainda que os alunos precisam passar por
diversas situações, em treinamento, simulando acontecimentos reais, para
atuarem com mais eficiência em uma situação real.
 
Houve
quem duvidasse da simulação, aconteceram “embates virtuais”, analisando a
conduta dos militares e a natureza da operação. “Até o rapaz, de camisa vermelha, que se aproximou do ônibus para tirar
uma foto, era policial”
, respondeu um internauta. Por volta de 22 horas,
ainda se presenciava postagens, divulgando o assalto com reféns na Orla de
Marabá. A simulação ficou perfeita, por isso causou um grande impacto nas pessoas. Alguns policiais militares afirmaram que todas as medidas , visando à proteção dos moradores foram adotadas, não havendo nenhum risco de machucar alguém, durante o treinamento para os novos soldados.