Marabá
32°C
Overcast clouds

“Rato d’água” morre em confronto com a PM na região ribeirinha de Cametá

Segundo a PM, homem tentou resistir à abordagem policial e efetuou disparos contra a guarnição.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Uma operação que tinha como objetivo combater a ação de piratas na região ribeirinha de Cametá, no Baixo Tocantins, resultou na morte de um suspeito e na prisão de outro homem na manhã desta quinta-feira (17).

As ações foram realizadas por agente do 32º Batalhão da Polícia Militar (32º BPM) e também resultaram na apreensão de um revólver, duas espingardas, munições e de outros objetos que foram apresentados na delegacia do município.

Segundo informações da PM, os policiais foram informados por meio de denúncias anônimas sobre uma frequente ação de piratas que estariam causando terror para as comunidades ribeirinhas da cidade.

Diante dos fatos, os militares organizaram uma operação para prender os principais suspeitos de integrar o grupo criminoso. Um dos líderes, que acabou sendo morto, foi encontrado pela polícia na comunidade de Itanduba.

Ainda conforme a PM, o suspeito teria tentado resistir à abordagem policial e chegou a efetuar disparos contra a guarnição, que reagiu. O homem  foi atingido por disparos de arma de fogo e foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Ele estava em posse de um revólver calibre 38, uma espingarda de fabricação caseira, munições, pólvora e chumbo.

Outro suspeito de integrar o bando foi preso pelos militares na comunidade de Jaracuera. Ele foi flagrado com uma espingarda calibre .32. Já um dos líderes do grupo criminoso fugiu ao perceber a aproximação da PM. O suspeito capturado e todo o material apreendido foi apresentado na Delegacia de Polícia Civil. (O Liberal)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!