O autor do crime alega legitima defesa. | (Polícia Civil de Mocajuba)

Um conflito familiar acabou em tragédia, na cidade de Mocajuba, nordeste do Pará. Um homem, identificado como Gedilson de Souza Ferreira, de 37 anos, matou o próprio padrasto com uma machadada no pescoço. No entanto, somente 18 dias após o crime ele resolveu se entregar para a polícia.

De acordo com o Delegado Armando, Gedilson Souza procurou a delegacia e confessou o crime, alegando legitima defesa, no início da tarde desta quinta-feira (10). Ainda segundo o delegado, o suspeito estava com remorso por ter cometido o crime e por conta disso resolveu se entregar.

Em depoimento, Gedilson Souza disse que ele e o padrasto, identificado apenas como Edmilson, tinham terrenos próximos um do outro na vila de Caraí na divisa da cidade de Moju, e segundo ele, a vítima vivia entrando no terreno dele sem permissão.

O autor do crime alega legitima defesa. (Polícia Civil de Mocajuba)

Em um certo dia, Edmilson foi flagrado pegando umas mudas de açaí e com isso Gedilson Souza foi até a residência da vítima tirar satisfação e assim iniciou uma discussão. Em seguida, Edmilson pegou uma arma caseira e apontou para Gedilson, mas a arma não disparou e foi nesse momento que o acusado pegou um facão e deu um golpe na região do pescoço do padastro.

Para o delegado, o autor disse que após cometer o crime, ele entrou em desespero e resolveu enterrar o corpo da vítima e como a mãe do suspeito estava procurando pelo esposo que eté então era considerado desaparecido o filho resolveu contar toda a verdade do que havia feito.

A autoridade informou ainda que Gedilson levou os policiais até onde havia enterrado o corpo. Foi aberto um inquérito para investigar o crime. O acusado está a disposição da justiça.

DOL