Foto: Reprodução

Atualmente no sexto mandato como Deputado Federal (MDB/RS), Osmar Terra é médico formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), foi Ministro do Desenvolvimento Social e Agrário da gestão Michel Temer (MDB) e Ministro da Cidadania da gestão Jair Bolsonaro (sem partido).

Sendo um dos cotados para assumir o Ministério da Saúde (MS), Terra já causa desconforto entre os secretários estaduais e municipais de saúde. Segundo Alberto Beltrame, presidente do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (CONASS), caso a possibilidade se concretize, os secretários devem declarar guerra ao governo Bolsonaro.

Em entrevista sábado (16/05), à jornalista Leda Nagle, Osmar Terra defendeu que o atual modelo de isolamento social não dá resultados. Quando questionado sobre os números de infectados e óbitos que não param de subir sustenta que “quarentena não resolve nada” e que seria essencial “isolar o grupo de risco e proteger os asilos”.

Foto (reprodução)

Segundo dados do MS, no sábado, o Brasil atingiu a marca de 233. 142 casos de covid-19 e 15.633 óbitos pela doença. Isso coloca o país em quarto lugar no ranking mundial superando Itália e Espanha segundo dados da Universidade Johns Hopkins.

Epidemiologistas e infectologistas são unânimes em afirmar que o número real de infectados e mortos pela covid-19 seja muito maior, uma vez que as campanhas de testagem estão muito abaixo do ideal o que caracterizaria um quadro de subnotificação.

Defensor do negacionismo científico, Terra não cansa de fazer previsões sobre os rumos da pandemia no Brasil. Há um mês, por exemplo, disse que “o número de infecções não estava caindo, mas desabando de maneira surpreendente”. Os números atualizados do MS mostram o contrário.

Disse também que “a H1N1 foi muito mais letal do que o coronavírus” o que é uma inverdade, pois os números da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que o coronavírus é dez vezes mais mortal que a H1N1. Previu que os casos de mortes por cocvid-19 nos Estados Unidos não chegariam a 5 mil. Hoje, os EUA contabilizam quase 90 mil mortes.

Alista de previsões equivocadas feitas por Osmar Terra é extensa, pior que isso é saber que Terra está entre os cinco principais nomes para assumir o Ministério da Saúde. Atualmente a pasta vem sendo chefiada, interinamente, pelo General Eduardo Pazzuelo que inicialmente teria integrado a equipe do MS com a finalidade de coordenar a transição entre Luiz Henrique Mandetta (DEM) e Nelson Teich.

Carlos Macambira – Estagiário