Marabá
27°C
Scattered clouds

Profissional do sexo é presa com 70 gramas de cocaína que recebeu de cliente em Marabá

Mulher transexual foi presa na tarde desta terça-feira (15), suspeita do crime de tráfico de drogas, durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão em seu endereço
Cris Queiroz foi conduzida algemada à 21ª Seccional Urbana para os procedimentos legais | Foto: Reprodução/Redes Sociais
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Marabá, Sudeste do Pará – Uma mulher transexual foi presa na tarde desta terça-feira (15), suspeita do crime de tráfico de drogas, durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão em seu endereço, na Avenida Magalhães Barata, Núcleo Velha Marabá.

Cledson Vinícius Santos Jardim, atualmente chamada de Cris Queiroz (nome social), recebeu em sua residência equipes da Polícia Civil e do Canil da Guarda Municipal, que apresentaram o documento expedido nos autos de um processo que tramita na Vara Criminal de Marabá, por volta das 14h.

Cris acompanhou o cumprimento do mandado de busca e apreensão e, questionada sobre a existência de droga no imóvel, apontou o local em que estava escondida. 70 gramas de cocaína foram encontradas dentro de uma roupa na cozinha da casa.

Nesse momento, segundo a polícia, Cris confirmou a propriedade da droga e assinou o mandado de busca e apreensão. Ela informou à equipe que é profissional do sexo e que recebeu a droga como pagamento de um cliente. Também revelou que o entorpecente seria vendido posteriormente, o que configura o tráfico.

Diante disso, a equipe conduziu Cris Queiroz à 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil para os procedimentos legais. Ela precisou ser algemada para preservação da integridade dos envolvidos. (Vinícius Soares/Debate Carajás)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!