Marabá
30°C
Clear sky

Marcellanne Cristina pauta austeridade fiscal à frente de São João do Araguaia

As contas estão sendo administradas com austeridade, visando ao bem estar da população
Prefeita Marcellanne Cristina durante atendimento à população - Crédito: Taís Cardoso
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

A prefeitura da cidade de São João do Araguaia (PMSJA), no sudeste do Pará, comandada pela prefeita Marcellanne Cristina (PDT), atravessa um momento de calmaria, pois os servidores estão recebendo em dia, os fornecedores estão sendo pagos dentro dos prazos de contrato, a cidade está limpa, existem várias obras em execução, embora, devido à pandemia da covid-19, a maioria das prefeituras, Brasil afora, estejam atoladas em dívidas e em graves problemas de gestão.

O Portal Debate Carajás conversou com Marcellanne, durante a tarde de ontem (14), sobre diversos assuntos. Em relação aos gastos com a folha de pagamento, a gestora afirmou que a PMSJA está dentro do chamado limite prudencial, girando em torno de 54% da receita corrente líquida, logo encontra-se dentro dos limites da Lei Complementar Nº 101, de 4/5/2000, a conhecida Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), mas não pode haver mais contratação de pessoal para não ocorrer o chamado “inchaço da folha” e atrapalhar o equilíbrio das contas públicas.

A prefeita afirmou que os servidores recebem o salário em dia e os encargos trabalhistas descontados são depositados regularmente junto a Previdência Social. A gestora assegurou que, durante os cinco meses de governo, a prefeitura vem pagando os fornecedores, garantindo o bom andamento da administração pública e busca proporcionar mais qualidade de vida ao povo do município de São João com bastante trabalho.

Prefeita durante fiscalização de obra em execução – Crédito: Taís Cardoso

Marcellanne Cristina garantiu que está se articulando para celebrar convênios e obter mais recursos para investimentos em infraestrutura, saúde , educação, entre outras áreas que necessitam de aportes financeiros oriundos do Estado do Pará e da União. Ela esclareceu que tudo o que sobra do chamado recurso próprio, é investido em obras para melhorar a vida da população na cidade e na zona rural.

A Reportagem conversou com alguns moradores a respeito da aceitação da gestão da prefeita eleita com mais de 58% dos votos válidos em 15 de novembro de 2020. A maioria absoluta reconhece o esforço de Marcellanne Cristina para conduzir os destinos de São João do Araguaia com competência. Ela está com uma aceitação bem alta, faz questão de dialogar com as lideranças e com o cidadão comum em seu gabinete ou durante visitas a obras e eventos nas comunidades.

A prefeita explanou que a educação está funcionando de forma remota, os alunos que não possuem acesso à internet recebem o material didático em casa, na zona urbana e rural, e os ribeirinhos estão sendo atendidos pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) da melhor forma possível. Já a Secretaria de Saúde continua prestando serviços médicos com efetividade à população de São João e o número de mortos e infectados pela covid-19 está entre os mais baixos da Região do Carajás.

De acordo com a gestora, ela tem ciência da imensa responsabilidade que possui pela frente, mas disse que vem trabalhando com calma, transparência e pensando, em primeiro lugar, na vida das pessoas que moram em São João. Vale ressaltar que, em tempos de pandemia, com recursos escassos, manter as contas da prefeitura equilibradas, transforma-se na maior tarefa de um gestor público e isso Marcellanne Cristina vem fazendo com maestria, visando ao bem estar do povo de São João do Araguaia. (Pedro Souza/Portal Debate Carajás)

Alunos da zona rural recebem o material didático em casa devido a pandemia da covid-19 – Crédito: Tais Cardoso

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!