Parte de duas casas foi demolida para execução de drenagem da Grota Criminosa

Após a polêmica envolvendo a derrubada de parte de duas casas, localizadas na Rua Q, no bairro Km 7, núcleo Nova Marabá, visando às obras de drenagem da Grota Criminosa, a Prefeitura de Marabá emitiu uma nota, esclarecendo que houve notificação prévia dos proprietários de imóveis, construídos em área irregular, para remoção das moradias. No entanto, as famílias, em questão, negam a existência da notificação por parte da PMM e registraram um boletim de ocorrência na 21ª Seccional de Polícia Civil.

A nota relata ainda que os moradores e a Secretaria Municipal de Obras Públicas (Sevop) realizaram reunião, no dia (14/8), buscando uma solução para a remoção das famílias, pois as obras estavam em andamento em área autorizada e as construções foram feitas de forma irregular pelos proprietários dos imóveis. “A obra da Grota Criminosa vai proporcionar benefícios para milhares de famílias, com drenagem e urbanização”, diz a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Marabá.

De acordo com o comunicado, a Assistência Social da Prefeitura e Assuntos Comunitários (SEASPAC) encaminhou os moradores afetados pela obra para realização de cadastro para aluguel social e ao Departamento de Postura de Marabá para levantamento de danos causados aos imóveis e posterior reparação de prejuízos materiais.