Durante a noite de ontem (24), o Departamento de Postura de Marabá, comandado por Túlio Rosemiro, notificou cerca de 107 ambulantes da Praça São Francisco, localizada no bairro Cidade Nova, em Marabá, sudeste paraense. De acordo com Fábio Cardoso Moreira, Secretário de Obras, o espaço será fechado para realização de reforma, a partir de segunda-feira (29), com a duração da obra prevista em um período de 9 a 13 meses e a maioria dos trabalhadores não vai retornar a vender seus produtos no local.

Segundo Túlio Rosemiro, o novo projeto da Praça São Francisco vai comportar somente de 5 a 10 ambulantes. O primeiro critério a ser utilizado na seleção da concessão de exploração do serviço, no novo logradouro público, será a antiguidade de trabalho na “Praça da Cidade Nova”. O valor da reforma está alçado em R$ 1.425.858,66. De acordo com o prefeito Sebastião Miranda, a revitalização do espaço público tem como objetivo proporcionar mais conforto para a população e será executada pela empresa CFS Lopes Serviços, vencedora da licitação, em 2018.

No início da obra, a Praça São Francisco não será interditada totalmente. Os tapumes irão isolar somente o espaço destinado para realização do “Natal Encantado”, pela Igreja Católica, a partir da pista de skate. A população continuará tendo acesso aos 4 quiosques para consumo de alimentos e bebidas. Com o avançar dos serviços, posteriormente, o restante do espaço será totalmente fechado. Os trabalhadores informais já começarão a não ocupar mais a Praça, a partir de hoje (25), disse Túlio Rosemiro.

De acordo com Fábio Cardoso, não haverá grandes mudanças no desenho da praça. Os quiosques serão revitalizados, as áreas destinadas aos jardins serão aumentadas e o piso trocado. O Site Debate Carajás cobrou a ampliação e construção de banheiros públicos, mas Fábio Cardoso argumentou que esse serviço não está previsto no projeto, logo não será executado. Os banheiros públicos continuarão vinculados aos 4 quiosques.