O Cabo, Jefferson
Farias dos Santos
, da Polícia Militar, foi indiciado em um processo militar,
por “Desacato à autoridade, agressão e
ameaça contra um policial militar e fuga da cadeia”
. Os crimes foram
cometidos durante uma abordagem de uma guarnição policial, em um estabelecimento
comercial, na noite de sábado (15), situado na rua Rodolfo Chermont, bairro da
Marambaia, em Belém, onde teria disparado vários tiros durante uma confusão.
A ocorrência foi
denunciada a 2ª Promotoria Militar, sob a direção do promotor Armando Brasil.
No documento emitido pela autoridade, consta que o cabo PM Jefferson Farias dos
Santos estava em uma casa noturna, efetuando disparos de arma de fogo. Neste
momento, uma viatura, comandada pelo tenente Uanderson Alves foi acionada para atender a ocorrência. Ao chegar ao
local, o comandante da guarnição autuou o policial. Ele foi conduzido para a
Delegacia de Crimes
Funcionais (Decrif)
, onde deu início a uma série de fatos descritos
no início da matéria.
 
Promotor
Armando Brasil 
Na delegacia, o cabo
Jefferson Santos pediu para ir ao banheiro, tentou fugir pela janela, mas foi
encontrado pelos demais policiais. O militar continuou a confusão e
resistiu à prisão, deu uma cabeçada no Ten Uanderson e o ameaçou de morte. De
acordo com a Corregedoria Geral da PM, Jefferson dos Santos responderá à Justiça Comum pelos disparos efetuados dentro do estabelecimento
comercial, à Justiça Militar pela lesão corporal do oficial e transgressão à
hierarquia, além de um Processo Administrativo Disciplinar (PAD), podendo
chegar a expulsão do militar.
Segundo o promotor militar Armando Brasil, a atitude do cabo PM
Jefferson Santos é reprovável, por isso ele foi denunciado. “Ele está sendo processado pelos crimes de
ameaça e violência contra superior hierárquico”
. Ainda de acordo com o
promotor militar, o policial está detido no Centro de Reclusão Coronel
Anastácio das Neves, e sua audiência foi marcada para o ano início do ano que
vem, em data ainda a ser confirmada, devido ao recesso do poder judiciário.