Marabá
27°C
Overcast clouds

Preso no Amapá suspeito de matar jornalista asfixiado no Pará

Indivíduo depôs nesta segunda-feira (13) na Delegacia de Polícia Civil de Laranjal do Jari, no estado do Amapá
"Chocolate" foi assassinado no feriado de 7 de Setembro de 2021 - Crédito: Reprodução
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

O suspeito de matar o jornalista Eranildo Ribeiro da Cruz, 55 anos, conhecido como “Chocolate”, no feriado do dia 7 de setembro de 2021, no distrito de Monte Dourado, em Almeirim, na região oeste do Pará, foi preso e prestou depoimento na Seccional Urbana de Laranjal do Jari, sudoeste do estado do Amapá, nesta segunda-feira (13).

O indivíduo, Janilson Silva Duarte, 19 anos, assassinou Eranildo Cruz com pancadas na cabeça e asfixiado. O corpo foi encontrado nu, em cima de uma cama, e coberto com um lençol. Os braços estavam amarrados para trás e o corpo apresentava sinais de tortura. A vítima foi morta com golpes de uma ferramenta conhecida como “pé de cabra”.

De acordo com a Polícia Civil, a motocicleta, o celular e uma câmera tinham sido roubados do jornalista. “Chocolate” trabalhava no jornal impresso Tribuna Regional, atuava no estado do Pará e em municípios do Amapá, abordando assuntos da área política e de movimentos sociais.

O suspeito foi ouvido e ficou custodiado, aguardando manifestação do Poder Judiciário do Amapá. Nos próximos dias, o indivíduo será recambiado para o sistema prisional do Pará, onde deve responder pelo assassinato de Eranildo Cruz. Entidades de defesa de jornalistas cobram uma punição rigorosa, caso a autoria do crime fique provada. (Portal Debate Carajás)

Janilson confessou participação no crime. Ele estava com a moto da vítima
O suspeito Janilson Duarte será recambiado para o Pará.

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!