Marabá
32°C
Overcast clouds

Polícia Civil de Marabá prende seis envolvidos em morte de ex-secretária de Turismo

As prisões ocorreram no âmbito da Operação Vila Rica, decorrente do procedimento policial instaurado pela Delegacia de Homicídios de Marabá para apurar as mortes de Vanuza da Silva Barbosa e Jacsiane Barbosa de Moura, mãe e filha. O marido de Vanuza é apontado como mandante do crime
Vanuza e Jacsiane foram mortas na chácara da família em novembro de 2020. O crime chocou a comunidade da região do Núcleo Morada Nova | Foto: Reprodução/Redes Sociais
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

MARABÁ, SUDESTE DO PARÁ – Na manhã desta sexta-feira (25), a Polícia Civil de Marabá cumpriu três mandados de prisão e prendeu três pessoas em flagrante por envolvimento nas mortes de Vanuza da Silva Barbosa e Jacsiane Barbosa de Moura, mãe e filha. A mãe foi secretária municipal de Turismo na gestão de 2009 a 2012, e a filha era acadêmica do curso de Bacharelado em Direito. O crime ocorreu em novembro de 2020. Entre os presos, está ex-marido de Vanuza, Manoel Messias Moura, conhecido como “Manelão”, apontado como mandante do crime.

As prisões ocorreram no âmbito da Operação Vila Rica, decorrente do procedimento policial instaurado pela Delegacia de Homicídios de Marabá para apurar o duplo assassinato qualificado de mãe e filha. As vítimas foram mortas por disparos de arma de fogo na chácara da família, denominada “Vila Rica”, na região do Núcleo Morada Nova, na Vicinal Medalhão, em Marabá.

A operação atuou nas cidades de Marabá, Teresina (PI), Mãe do Rio (PA), Santa Isabel (PA), Picos (PI) e Castanhal (PA). Seis pessoas foram presas, sendo três por cumprimento de mandados de prisão e outros três em flagrante. Foram apreendidos os aparelhos telefônicos dos acusados e quatro armas de fogo (uma possivelmente era a arma do crime) durante a operação.

De acordo com a polícia, a investigação continua durante o dia devido à perseguição de alvos que não foram encontrados em suas residências. (Vinícius Soares/Debate Carajás)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!