Marabá
24°C
Few clouds

PF desarticula esquema de lavagem de dinheiro do tráfico internacional

Operação Maassari cumpre mandados de busca e apreensão no Paraná
Sede da Polícia Federal em Brasília
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Um esquema de lavagem de dinheiro do tráfico internacional de drogas é o alvo da Operação Maassari, da Polícia Federal. Cerca de 20 policiais federais cumprem, nesta quarta-feira (6), quatro mandados de busca e apreensão, sendo dois em Curitiba e dois em Ponta Grossa, no Paraná.

O trabalho é um desdobramento da Operação Beirute, deflagrada pela Polícia Federal em 2014, e que desmantelou uma organização criminosa com ramificações em diversos países. Na ocasião, foi constatado que o grupo investigado atuava na exportação de cocaína da América do Sul para os continentes europeu, africano e asiático.

Entre os envolvidos está um libanês residente em Curitiba, apontado como financiador das atividades ilícitas e responsável pela intermediação com traficantes asiáticos e libaneses.

Esquema

As investigações revelaram que esse libanês constituiu uma estrutura formada por empresas fictícias e seus respectivos sócios, tendo como propósito operacionalizar a lavagem dos recursos oriundos do tráfico internacional de drogas.

“Os investigados movimentaram mais de R$ 24 milhões em suas contas bancárias durante o período apurado, grande parte através de transações em espécie e operações estruturadas conhecidas como smurfing, bem como investimentos e aquisição de bens, tudo isto sem capacidade econômica e financeira declaradamente compatível, havendo também indícios de interposição das pessoas físicas e jurídicas para fins de ocultação dos bens e valores”, detalhou a PF em nota.

Crimes

Os investigados poderão responder pelo crime de lavagem de dinheiro, com penas que variam de 3 a 10 anos para cada ato de lavagem. (Agência Brasil)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!