Marabá
35°C
Clear sky

Pelo menos 12 pessoas são vítimas de golpe com promessa de moradia no Pará

Mulher foi presa por estelionato. Caso foi registrada em Ananindeua
Foto: Reprodução

Uma mulher, identificada como Doralice Bentes Pinho, foi presa nesta quinta-feira (19) suspeita de aplicar um golpe com promessa de moradia popular. Segundo a polícia, ela enganava as vítimas ao pedir R$ 2 mil para conseguir casas em um conjunto habitacional, em Ananindeua, na Grande Belém, que faz parte do programa “Casa Verde e Amarela”, o antigo “Minha Casa, Minha Vida”.

As informações dão conta de que ela pedia vários documentos das vítimas e prometia que a casa seria entregue em até 12 dias após o pagamento. Com toda essa “lábia”, Doralice conseguiu enganar pelo menos 12 pessoas, dando um prejuízo aos “clientes” de R$ 24 mil.

A mulher foi presa em flagrante e encaminhada para a Seccional da Sacramenta. Ela responderá pelo crime de estelionato, que no artigo 171 do Código Penal consiste em “obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento.” (Portal Debate)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!