Marabá
35°C
Clear sky

Passageiros ficam presos em navio encalhado na Ilha do Marajó

Ainda não há informações técnicas sobre o que teria causado o incidente, no entanto, relatos de passageiros na internet dão conta de que a embarcação sofreu uma pane devido a uma suposta falta de manutenção.
O navio ficou encalhado sem leme próximo ao Porto Camará | Reprodução
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Dentro do navio, os passageiros já podiam avistar o destino final. Alguns, inclusive, já arrumavam as malas e se encaminhavam para perto da saída da embarcação, na tentativa de evitar algum tumulto na chegada ao Marajó. Após quase cinco horas de viagem, muitos não viam a hora de chegar em terra firme. No entanto, o mais improvável aconteceu. Há poucos quilômetros de distância, o navio encalhou.

Poderia ser uma piada, mas, infelizmente, foi o que aconteceu com os passageiros do navio Comandante Marcos, da empresa Arapari Navegação, que vinha de Belém com destino ao Porto Camará, em Salvaterra, no Marajó, na tarde desta terça-feira (25).

Ainda não há informações técnicas sobre o que teria causado o incidente, no entanto, relatos de passageiros na internet dão conta de que a embarcação sofreu uma pane devido a uma suposta falta de manutenção.

Os passageiros ficaram presos no navio encalhado por horas. Segundo testemunhas, a empresa não enviou uma equipe de resgate ao local. As vítimas tiveram que contar com a solidariedade de alguns pescadores locais, que navegaram até a embarcação encalhada para retirar todos do local.

“Vale ressaltar que não foi nem uma equipe técnica ajudar no reboque, e sim pequenas embarcações de pescadores que se solidarizaram com a situação e ajudaram a fazer o reboque… Falta de preparo do comandante e descaso de parte da empresa”, disse Bruna Klever, uma das pessoas que acompanharam o resgate.

“Viajar para Salvaterra hoje é um risco. Com tanta tecnologia somos “obrigados” a viajar em embarcações em péssimas condições”, disse a paraense Kadhyja Neves.

Para muitos, a empresa Arapari não possui condições de operar o transporte entre Belém e Marajó. Segundo testemunhas, as embarcações e outras estruturas da empresa são sucateadas.

“Exatamente o que pode mais acontecer para se tomar algumas medidas mais seria com está Empresa? Sera que precisa perde vidas nestas viagens?“, lamentou a internauta Lucidea Sarmento.

O navio continua encalhado sem leme próximo ao Porto Camará. De acordo com a empresa, uma equipe técnica foi designada para ir até o local. Eles aguardam a enchente da maré para tentar desencalhar a embarcação.

Fonte: DOL

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!