Marabá
26°C
Overcast clouds

Denúncia de negociação entre governo e orcrim repercute no país

Omissão do governo Helder no enfrentamento ao crime organizado é repudiada por instituições | Foto: Ag. Pará
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

O programa Fantástico, da Rede Globo, trouxe ao ar na noite deste domingo (4) uma matéria que expõe as negociações entre a cúpula da Secretaria de Administração Penitenciária do Estado do Pará (Seap) e membros de uma organização criminosa.

A reportagem mostra áudios de negociações entre o tenente-coronel da Polícia Militar Vicente Neto, e dirigentes do Comando de Operações Penitenciárias (Cope) com Leonardo Costa Araujo, o ‘Leo 41’, membro da organização criminosa do Rio de Janeiro, ‘Comando Vermelho’ com objetivo de obter regalias para presos do Complexo de Americano, em Santa Isabel e em Marituba, região metropolitana de Belém.

Nos diálogos, o faccionado ‘Leo 41’ diz que, após ter as exigências garantidas pelos diretores da Seap, emitiriam um ‘salve’/’circular’, que são comunicados internos da facção criminosa, para cessar os ataques contra Policiais Penais que ocorreram com frequência nos últimos quatro meses.

O Sindicato dos Policiais Penais do Estado do Pará (Sinpolden) emitiu Nota Pública de Repúdio ao Governo do Estado, pela omissão no enfrentamento ao crime organizado, que vem matando e atentando contra a vida de policiais penais em todo o Pará.

Já a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informou que tomou conhecimento do áudio e vai apurar para verificar a autenticidade do conteúdo. (Roma News)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!