Marabá
24°C
Overcast clouds

Operação apreende 80 kg de grude de peixe no Pará

Agentes de vários órgãos estaduais, municipais e federais apreenderam vários materiais, como eletrônicos, suplementos, cosméticos e até medicamentos
O Grupamento Fluvial atuou durante o feriado prolongado para coibir crimes na área fluvial.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) apresentou nesta segunda-feira (7) os resultados da Operação Tarrafa, deflagrada pelo Grupamento Fluvial (GFlu) com participação de outros órgãos do sistema de segurança. Durante o feriado prolongado de Corpus Christi houve ações de fiscalização e repressão a crimes em rios do Estado.

Com o feriado prolongado, a movimentação de pessoas e cargas aumentou nos rios, daí a necessidade de uma operação de segurança na área fluvial. Iniciada na última quinta-feira (03), a “Tarrafa” foi voltada à fiscalização de embarcações oriundas de outros estados e municípios paraenses, com destino à capital. A operação ocorreu até domingo (6), mobilizando 35 agentes.

As equipes fizeram abordagens, a fim de coibir atividades criminosas, como tráfico de drogas, e localizar foragidos da Justiça, veículos roubados e transporte de madeira ilegal. Para a identificação de drogas ilícitas foram utilizados cães farejadores, enquanto mergulhadores inspecionaram os cascos das embarcações.

Apreensões

Foram apreendidos 11 volumes, com 5.444 peças, dos seguintes materiais: pulseira magnética, suplemento alimentar, perfume, produtos cosméticos, bonés, cabos de conexão de aparelho celular e medicamentos. Uma carga de 80 quilos de grude de peixe, extraído das vísceras e com alto valor no mercado, também foi apreendida.

Na operação foram detidos 17 haitianos portando passaportes com visto negado. Eles estavam em uma embarcação que saiu de Macapá (AP) na sexta-feira (04). Uma equipe da Polícia Federal conduziu a abordagem.

De acordo com o delegado Arthur Braga, diretor do Grupamento Fluvial, a operação alcançou êxito devido à ação integrada das forças de segurança, o que resultou em maior tranquilidade para quem fez viagens intermunicipais e interestaduais durante o feriado prolongado.

“Fizemos uma verdadeira varredura, com diversas apreensões. A ação demonstra a importância dos rios, tanto para a locomoção das pessoas, como para o transporte de cargas. Com certeza, fortaleceu ainda mais as ações do sistema de segurança, mostrando que assim é que se faz segurança pública de forma eficiente”, destacou o delegado.

Ações noturnas e uso de equipamento adequado também contribuíram para o sucesso da operação, segundo o diretor do Gflu. Foram utilizadas quatro embarcações, uma delas a “Aruanã 29”, que tem proteção de casco, vidros blindados, e é equipada com visão termal, visão noturna e célula de sobrevivência. A lancha foi entregue neste semestre ao Grupamento.

“Isso demonstra a preocupação do governo do Estado em fornecer ao policial equipamento para atuar de forma segura. Esses investimentos facilitam a ação e resultam na eficiência das operações, garantindo a prevenção de crimes e reprimindo, também, quando eles estejam acontecendo dentro das embarcações”, acrescentou.

Os agentes apreenderam 11 volumes de materiais diversos e inspecionaram os cascos das embarcações.

Efetivo

A operação reuniu agentes da Delegacia de Polícia Fluvial, Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico (Denarc), mergulhadores do Grupamento Marítimo Fluvial (Gmaf), Batalhão com Cães da Polícia Militar (BAC), canil da Guarda Municipal de Belém, da Companhia Independente de Polícia Fluvial (CIPFlu) e peritos do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves.

As ações contaram ainda com a colaboração de servidores da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará) e agentes da Polícia Federal.

Foram empregadas quatro embarcações: três lanchas e a embarcação “André Luiz”, que funcionou como base para atividades administrativas. As equipes atuaram em pontos estratégicos de chegada de embarcações, em Belém, e realizaram patrulhamento. (Agência Pará)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!