Marabá
23°C
Clear sky

Mulher se entrega à polícia por ter matado um homem em Itaituba

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Maria Jeane Costa Pinheiro confessou ter matado José Carlos Catanhede Rocha. Na final da tarde desta quinta-feira (7), ela se apresentou à Delegacia de Polícia Civil de Itaituba. A mulher, conhecida por “Cris”, já tinha um mandando de prisão temporária contra ela. Estava foragida desde o dia 25 de abril, quando cometeu o crime. Já foi ouvida, autuada por homicídio e presa.

À época, Maria Jeane já havia sido identificada como a principal suspeita do crime. Tudo começou e terminou em uma área de garimpo, na comunidade Cuiú-Cuiú, em Itaituba. Ela e José Carlos, (que era mais conhecido pelo apelido “Negão Barbicha”, tiveram uma discussão intensa. Os ânimos se alteraram muito e houve luta corporal. A mulher estava com uma arma — não há informações ainda se a arma foi apreendida e como ela conseguiu — e atirou contra a vítima.

“Negão Barbicha” foi executado no meio da rua

A discussão, a briga e o assassinato — foram cinco tiros — ocorreram em via pública, aproximadamente às 20h30. Maria Jeane, até então, era identificada como “Cris Rocha”, mas explicou tudo sobre o apelido. Acreditava-se até que poderiam ter algum parentesco, fosse familiar direto ou conjugal. Nada disso se confirmou. Os detalhes sobre a discussão também não foram informados pela Polícia Civil.

O Liberal

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!