Aos 13 anos, Marie McCreadie perdeu a capacidade de falar. Sem qualquer explicação aparente. Inicialmente, os médicos que cuidaram do caso acreditaram que a australiana, moradora de Sydney, tivesse um caso grave de bronquite e laringite. Mas o diagnóstico não se comprovou.

O mistério permaneceu até os 25 anos, quando Marie sofreu um ataque de tosse e expeliu sangue pela boca. Levada à emergência de um hospital, a australiana voltou “milagrosamente” a falar.

Um médico removeu um caroço vermelho, com muco e sangue, da garganta da paciente. Quando eles lavaram o caroço, descobriram que se tratava de uma moeda.

Era exatamente a moeda que estava bloqueando as cordas vocais de Marie. Agora, aos 48 anos, a australiana publicou um livro em que conta como foi viver 12 anos sem poder falar. Ela não tinha memória de ter engolido a moeda.

“A moeda ficou presa na minha garganta por 12 anos”, disse Marie ao “Metro”. “Os médicos estavam todos perplexos. Eles não tinham explicação para a minha mudez e só falavam para eu enxaguar com água salgada”, acrescentou.

Marie acredita que a moeda tenha sido engolida sem perceber quando tomava alguma bebida.

“Se fosse sólido, eu a teria mordido”, disse.

Extra