Marabá
35°C
Overcast clouds

Mulher é presa por assediar adolescentes e ameaçar fazer massacre em escola

A mulher também fez apologia ao nazismo
Pedido de prisão foi feito pelo Ministério Público de Minas Gerais | Foto: Reprodução/Google
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Uma mulher é suspeita de assediar duas menores, fazer publicações nas redes sociais incentivando o suicídio, o tráfico de drogas, fazer apologia ao nazismo e ameaçar fazer um massacre em uma escola. A prisão dela foi decretada pelo Ministério Público de Minas Gerais. O caso aconteceu em Tiros (MG) e foi destaque no portal BHAZ.

Após identificar uma mudança no comportamento das duas filhas adolescentes, uma mãe levou o caso à polícia. A mãe encontrou conversas da suspeita com as garotas. Em uma delas, a suspeita disse que, quando as aulas voltaram de forma presencial, ela ameaçava um massacre no colégio.

De acordo com os investigadores, a mulher assediava as adolescentes nas mensagens em troca da prática de atos libidinosos. Ainda, há indícios de que a acusada também tenha feito outras vítimas. No entanto, as outras vítimas ainda não foram identificadas.

Com a suspeita presa, o Ministério Público, por meio da Promotoria de Justiça da Comarca de Tiros, pediu uma medida cautelar que impeça qualquer contato dela com as vítimas. O MP também solicitou um mandado de busca e apreensão de aparelhos eletrônicos, como computadores e celulares.

Quebras de sigilo dos aparelhos telefônicos das adolescentes também foram solicitadas e autorizadas pelo Juízo da Comarca de Tiros.

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!