Marabá
24°C
Scattered clouds

Motorista é morto a tiros em caminhão em movimento no sudeste do Pará

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Na manhã desta segunda-feira (22), Valmir Pereira de Almeida, de 55 anos, foi morto a tiros, em um crime que surpreendeu os moradores do município de Canaã dos Carajás, no sudeste do Pará.

O homem, que era conhecido por ser um dos pioneiros do município, foi achado morto dentro de seu caminhão. Ele foi atingindo por tiros enquanto conduzia o veículo, perdendo o controle e colidindo com um outro carro em uma estrada rural.

Segundo o 23º Batalhão de Polícia Militar (BPM), o caso foi por volta das 10h, na chamada Estrada do Sossego, que fica entre as vilas Planalto e Bom Jesus. Primeiro, a Polícia Militar foi ao local para tratar de um caso de acidente de trânsito, mas chegando lá, se deparou com a cena de um assassinato.

No caminhão Ford, os policiais acharam Valmir, também conhecido como “Barbudo do Garimpo”, caído na cabine, ensanguentado e já sem vida. Ferimentos de arma de fogo na altura do tórax eram visíveis pela camisa do homem.

Os PMs conseguiram levantar com moradores da região que os tiros teriam sido deflagrados por dois homens em uma motocicleta. Os moradores dizem que apenas ouviram os barulhos de tiros e colisões, e viram os dois homens de moto fugindo em alta velocidade pela estrada.

A partir disso, a Polícia crê que os assassinos emparelharam com Valmir quando ele ia em direção à sede do município e dispararam. Ao ser atingido, o homem perdeu o controle do veículo e bateu na lateral de uma caminhonete, modelo Chevrolet S-10, que capotou várias vezes. O caminhão de Valmir só parou quando colidiu em cheio com um poste à beira da estrada.

A polícia desconfia que, além dos tiros, o impacto do caminhão com o poste pode ter feito com que o homem morresse ainda mais rápido. O motorista da caminhonete foi socorrido por populares e levado até o hospital municipal, e já não corre risco de morte. 

Valmir era conhecido na região de Carajás, onde morava desde a fundação do município, chegando para trabalhar no garimpo no começo da década de 80. Atualmente, ele gerenciava um empreendimento garimpeiro. 

A motivação do assassinato ainda está sendo investigado pela Polícia Civil, que foi ao local do crime e colheu detalhes para ajudar na elucidação.

O Liberal

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!