Marabá
33°C
Scattered clouds

Mortes por covid entre jovens de 20 a 29 anos sobem 1.081% no Brasil

Nenhuma outra faixa etária registrou um aumento tão acentuado nas mortes por covid-19 quanto os mais jovens | Foto: Paulo Guereta/Agência O Dia/Estadão Conteúdo
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Os números do último balanço divulgado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) confirmam: a pandemia está rejuvenescendo. Os mais jovens agora estão na mira da doença. Entre as semanas epidemiológicas de 3 a 9 de janeiro até 4 a 10 de abril, o número de mortes de jovens em decorrência de complicações da covid-19 cresceu em 1.081,82% no Brasil. A faixa etária de 20 a 29 anos tem sido a mais afetada, segundo o relatório.

Nenhuma outra faixa etária registrou um aumento tão alto nas mortes quanto os jovens, mas algumas chegaram perto: o grupo de 40 a 49 anos cresceu a mortalidade em 933,33%, enquanto que o de 50 a 59 anos sofreu 845,21% de acréscimo. A faixa de 30 a 39 anos registrou aumento de 818,60%. A menor alta entre janeiro e abril, em virtude da aplicação das doses da vacina, é verificada no grupo de 60 a 69 anos, com 571,52%.

Os jovens continuam frequentando festas clandestinas, fator que tem aumentado o número de infecções entre o público, que ainda deve demorar a ser vacinado. O resultado das aglomerações se reflete nas taxas de ocupação de Unidades de Terapia Intensiva (UTI). (Portal Debate Carajás)

Cadastre-se e receba notificações de novas postagens!