O acusado Hilton Souza Filho, responsável pela morte do ator Ricardo Sena de Macedo Soares , o “Ricardo Bomba”, durante uma briga no último dia 1º, contou a agentes da polícia que toda a confusão teria acontecido após uma discussão por um copo de cerveja. A informação foi dada pelo delegado Eduardo Rollo, responsável pelo inquérito, durante coletiva de imprensa realizada ontem (7), logo após “Hiltinho” ter chegado a Belém.

A Polícia Civil informou que a versão de “Hiltinho” foi contada informalmente ao delegado Eduardo Rollo e a agentes, no momento em que o acusado chegou a Delegacia Geral da Polícia Civil, onde está preso preventivamente. Ele estava preso em Imperatriz desde o último domingo, aguardando transferência para Belém. O depoimento oficial ainda será marcado.

Segundo Hilton, a discussão teria ocorrido após Ricardo beber em seu copo com cerveja. O acusado disse que foi tirar satisfações com Ricardo, que não gostou e resolveu iniciar a briga. “Hiltinho” estava sumido desde o dia do crime e foi encontrado pela polícia em uma pousada de amigos, na cidade de Imperatriz, no Maranhão.

O Caso

O ator paraense Ricardo Sena de Macedo Soares, de 37 anos, mais conhecido como, foi assassinado na tarde desta quarta-feira (1) no conjunto Pedro Teixeira, no bairro do Coqueiro, em Belém.

A Polícia Militar informa que a vítima bebia próximo à praça principal do Conjunto quando se envolveu em uma confusão generalizada e sofreu diversas lesões no corpo. Ricardo foi socorrido por familiares até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Icoaraci, distrito de Belém, mas faleceu na unidade.

DOL